FANDOM



Sinopse Editar

Filme 3: Diário de um Banana 3: Dias de Cão Editar

Greg (Zachary Gordon) está prestes a ter o pior verão de sua vida. Os problemas começam após ser expulso de um clube, o qual costumava ir com frequência com seu melhor amigo, Rowley (Robert Capron). A saída para se refrescar seria ir à praia, mas a família de Greg está sem dinheiro para viajar. Com isso, Greg e Rowley não tem outra alternativa a não ser usar a piscina pública de sua cidade, com seus chuveiros abertos ao público que os enchem de vergonha. Além disto, os amigos enfrentam problemas após assistir um filme de terror roubado do quarto de Rodrick (Devon Bostick). Como no fim uma mão lamacenta aparece indo em direção à tela, Greg e Rowley acreditam que ela possa pegá-los a qualquer momento.

(Fonte: AdoroCinema)

Crítica Editar

AdoroCinema Editar

Pode ser difícil embarcar neste filme se você não estiver familiarizado com a nova estética televisiva de Disney Channel, Boomerang e afins. A imagem é multicolorida, os gestos e caretas dos personagens são exagerados, a música (piano, xilofone) sublinha cada ação, a narração é explicativa. Já o cenário é um hino ao patriotismo americano, com seus colégios divididos em castas, cheios de armários metálicos no corredor, onde os nerds são maltratados e as garotas populares pensam no baile de formatura. Este mundo está distante de uma criança que não seja americana, branca, conservadora, protestante e de classe média-alta.

O espectador pode recusar esse mundo-bolha, mas talvez seja mais interessante interpretá-lo como uma nova forma de didatismo infantil. A linguagem cinematográfica redundante (o narrador fala "tenho que estar um passo à frente do meu pai", e o desenho mostra um garoto literalmente um passo à frente do pai) funciona como um ensinamento sobre os recursos audiovisuais básicos, como a montagem paralela, a narração, a ironia e outros. Já o tema da inserção na sociedade mostra às crianças americanas o que se espera delas caso sejam, como já se disse acima, brancas, de classe média-alta etc. etc. etc.

Por fim, Diário de um Banana: Dias de Cão, em sua simplicidade esquemática, lembra aqueles clássicos infantis de Sessão da Tarde, como Os Batutinhas, Meu Primeiro Amor e outros. Todos os traços destes filmes estão presentes: a doce desconexão com a realidade, a infância tratada de maneira séria e o cinema funcionando como artifício falsamente ingênuo, uma espécie de escapismo melancólico à geração Facebook-YouTube.

(Fonte: AdoroCinema)

Wikipédia Editar

Não foi encontrado nenhuma crítica na página de Diary of a Wimpy Kid: Dogs Day. Tentaremos atualizar o mais breve possível, assim que aparecer uma sinopse diferente a do site de filmes AdoroCinema.com

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória